domingo, 3 de outubro de 2010

Os instrumentos são utilizados pelos Wiccaniano

Os instrumentos são utilizados pelos Wiccanianos para elaborar um “clima” ritualístico e para favorecer a emanação (liberação ou absorção) de energias dentro de um ritual...Mas lembre-se que o maior instrumento é você.

Instrumentos:
  • Athame
  • Athame:  Nada mais é do que um punhal, de preferência de prata, com cabo preto, pois essa cor absorve o poder, e assim, fica-se sempre com uma carga de energiadurante os rituais encantamentos. Por ser essencialmente masculino, ele está relacionado ao Deus Cornífero.
  • Bolline
  • Bolline:  é uma faca com o cabo branco. Ele é utilizado na colheita de ervas na construção de talismãs e amuletos mágicos. Existem alguns modelos de Bolline na forma de uma pequena foice, totalmente de prata, em alusão ao antigo Instrumentos dos Druidas para a colheita de ervas que possuía essa forma. Ele é um Instrumento opcional, visto que muitos bruxos usam o Athame para desempenhar a função de colher as ervas e construir talismãs.

  • Buril
  • Buril:  é um ferro de gravar usado por muito bruxos e magos para marcar ritualisticamente nomes sagrados, números, runas e vários símbolos mágicos e astrológicos em seus punhais, espadas, sinos de latão do altar, joalheria metálica e outras ferramentas da magia.







  • Caldeirão
  • Caldeirão: para nós representa o útero da Deusa, essência da fertilidade e do eterno feminino. Nele as coisas se transformam; o grão se torna alimento, a raiz remédio...O Caldeirão desempenha papel muito importante  nos rituais. Nos da primavera colocamos nele água pura da fonte e muitas flores. Nos de inverno deixamos uma chama de fogo sair de dentro dele, representando o retorno do calor e da luz solar. Não precisa ser grande, o importante é que seja de ferro ou barro, cabendo no mínimo um litro de água em seu interior.
  • Cálice
  • Cálice:  representa o elemento água e o sagrado feminino e é usado no altar durante os rituais mágicos e sabbahs, como recipiente para água ou vinho consagrado. O Cálice sagrado é tradicionalmente feito de prata e decorado com vários símbolos mágicos, entretanto muitos bruxos modernos usam Cálices feitos de latão, estanho e de cristal. Você pode colocar no altar duas taças (uma com água e outro com vinho). Em um coven, o Cálice com vinho é passado ao redor do círculo e, enquanto cada membro toma um gole do líquido, faz seus pedidos e agradece.
  • Castiçal
  • Castiçal:  pode ser de qualquer tipo, desde um simples pires virgem até os Castiçais mais sofisticados. O importante  é que sirva para apoiar as velas verticalmente, evitando fazer sujeira com a parafina derretida. O Castiçal é muito útil para os altares, principalmente dentro de casa. É, também uma ótima opção decorativa.


  • Chave Mágica
  • Chave Mágica:  para fazer uma Chave Mágica recorra aos materiais que a Natureza oferece, como gravetos, folhas etc. Faça a chave mais bonita que puder. Com ela você será capaz de abrir todas as portas. Pendure-a na entrada do seu quarto, sempre que tiver um desejo profundo, pegue a chave em sua mão e com sua imaginação abra a porta que esconde seus desejos.

  • Colher de Pau
  • Colher-de-pau:  pode-se transformar num potente instrumento mágico. Escolha uma colher nova e passe-a nove vezes pelo fogo. Depois mergulhe-a na água e por fim jogue ela três pitadas de sal.


  • Cristais


  • Cristais: os cristais tem o poder de armazenar energia criativa, filtrar o ambiente, é sempre bom tê-los em seu altar. Porém, periodicamente é necessário deixá-los expostos à luz solar e lunar e colocá-los na terra.


  • Espada Cerimonial
  • Espada Cerimonial:  representa o elemento fogo e é o símbolo da força do bruxo. Em certas tradições wiccanas, a espada é usada no lugar do Athame pela alta Sacerdotisa de um coven para traçar e apagar o círculo. A espada cerimonial, como o punhal, pode também ser usada para controlar e banir espíritos elementais e para guardar e direcionar a energia durante os rituais mágicos.
  • Espelho Mágico
  • Espelho mágico:  esta é uma antiga prática irlandesa muito utilizada pelos camponeses. Peque um espelho e unte-o com uma mistura de sal e limão. Guarde uma noite de Lua crescente e “aprisione-a” no espelho (refletindo nele sua imagem). Seu espelho estará magnetizado, sempre que quiser peça para que a Luz, que agora mora dentro dele, ilumine seus caminhos.
  • Incensário/Turíbulo
  • Incensário/Turíbulo: pode-se escolher o Incensário que mais o agradar. Uma vez aceso, o incenso deve ser queimado até o fim. Para isso precisamos de um Incensário, que pode ser de qualquer material. O Turíbulo desempenha o mesmo papel do Incensário. O Incensário, assim como o incenso representa o elemento ar.

  • Livro das Sombras
  • Livro das Sombras:  é o diário secreto onde o Bruxo registra seus encantamentos, invocações, rituais, sonhos, etc. um livro desses, pode ser mantido por um individuo em separado ou por um coven. Quando ocorre a morte de um bruxo, seu livro pode ser passado para filhos, mantido pelo coven ou queimado para proteger seus segredos. Qualquer que seja a decisão tomada, ela naturalmente depende da vontade pessoal do bruxo e da tradição a qual ela seguia.
  • Pentáculo
  • Pentáculo ou Prato de Altar: é um prato de metal ou madeira, um disco de qualquer material com o pentagrama cravado dentro de um círculo. É utilizado na consagração dos diversos instrumentos ritualísticos (de ervas a amuletos), sendo utilizado também como ponto focal de concentração nos rituais. Você pode utilizar o pentáculo para invocar os elementos da Natureza, assim como pode associá-lo ao ponto cardeal Norte e ao elemento Terra.
  • Pentagrama

  • Pentagrama: é uma estrela de 5 pontas, usada para proteção. Pode ser feito de qualquer material. Representa os 5 elementos: Terra, água, Fogo e Éter (Espírito). Sempre que possível, use-o perto de você.

  • Sinos
  •   Sinos:  o Sino de cristal ou de latão é freqüentemente usado pelos bruxos para simbolizar o inicio e fechamento de um ritual ou sabbahs. Para invocar um espírito ou deidade em particular e para despertar membros do coven que estão em meditação. Os Sinos são tocados também em vários ritos funéricos wiccanos para abençoar a alma do bruxo que cruzou o reino dos mortos.



  • Túnica
  • Túnica:  tradicionalmente negra. A cor negra isola as energias negativas, sendo ótima para ser usada quando se tem contatos com grandes multidões ou pessoas negativas, pois impede que sua energia seja vampirizada. A cor negra representa o Útero Universal, do qual nasceu toda Luz, a escuridão da Terra onde germinam as sementes. Porém não devemos usar somente a negra, pois precisamos de vibrações de todas as cores.

  • Varinha Mágica/Bastão
  • Varinha mágica ou bastão:  usamos a Varinha mágica pra invocações e direcionamento de energias. Quando queremos chamar os Deuses, para que nos protejam durante um ritual, é com ela que o fazemos. Quando traçamos o círculo mágico no chão ou dirigimos qualquer encantamento, é também por meio da Varinha. Pode ser feita de um delgado galho de uma árvore ou um galho mais resistente de erva. Alguns dizem que o carvalho, macieira, o pessegueiro e a cerejeira são árvores mais adequadas à confecção da Varinha. Mas lembre-se que é você que deve escolher o material que mais sensibiliza. Quando encontrar o material que mais se harmoniza com sua energia, chegou a hora de colhê-lo. Numa noite de lua cheia, dirija-se à árvore ou erva que estiver escolhido. Concentre-se e conserve a planta, explicando o porquê de querer um pedaço dela e peça-lhe permissão para o corte. Pegue uma faca de prata e virgem, de preferência na forma de meia-lua, e delicadamente corte o galho escolhido. Amarre no lugar do corte um objeto seu mesmo uma mecha de seus cabelos: é o seu presente para a planta, sinal de gratidão.
  • Vassoura
  • Vassoura: as bruxas usam sempre sua vassoura, tanto em rituais como no seu dia-a-dia. Começamos os rituais varrendo toda área, sem que a Vassoura toque o solo, com a bruxa visualizando a limpeza do astral. Isso purifica todo o espaço e traz tranqüilidade ao ambiente. A vassoura também pode ser usada para a proteção da casa, sendo colocada atrás da porta principal.
    Para quem não possui uma Vassoura ainda, aqui vai uma dica:
    Fazendo sua Vassoura Mágica:  Imbolc é um período de purificação e é época ideal para confeccionarmos uma Vassoura. Ela servirá para varrermos tanto fisicamente como energicamente as energias do local do ritual.
    Salgueiro é “a árvore sagrada dos celtas” e é tradicionalmente a madeira usada para se fazer a Vassoura. No entanto qualquer madeira que lhe tenha significado especial para você pode ser usada.
    Além do cabo da Vassoura, você precisará de:
    - ramos e folhagens (pode ser também de salgueiro ou de algumas ervas como arruda);
    - pincel e tintas coloridas;
    - fitas coloridas;
    Pinte o cabo da Vassoura da maneira que quiser. Seja criativo(a); utilize cores e símbolos da maneira que achar melhor para você. Você pode pintar o cabo nas cores branca, preta e vermelha, que são cores que representam as três faces da Deusa. Deixe um dia secando.
    Faça uma trança com as fitas que você escolheu. No dia seguinte, amarre as folhas ou folhagens em uma das pontas do cabo e prenda-as com as cordas trançadas.
    Depois que a Vassoura estiver pronta, você deve consagrá-la. Para isso, acenda um incenso da sua preferência e passe toda Vassoura pela fumaça dizendo:
    “Eu te consagro pelo elemento ar”.
    Em seguida, passe a Vassoura pelas chamas de uma vela vermelha, e diga:
    “Eu te consagro pelo elemento fogo”.
    Respingue um pouco de água na Vassoura e diga:
    “Eu te consagro pelo elemento água”.
    Toque o cabo da Vassoura em um pires de sal, dizendo:
    “Eu te consagro pelo elemento terra”.
    Sua vassoura está consagrada e pronta para ser usada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário